PF E PRF APREENDEM 73 KG DE COCAÍNA EM OPERAÇÃO NA RODOVIA DUTRA

Em uma ação conjunta, a Polícia Federal (PF) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizaram uma significativa apreensão de 73 quilos de cocaína escondidos em um caminhão na Rodovia Presidente Dutra. A droga, destinada aos traficantes da Rocinha, no Rio de Janeiro, foi interceptada no trecho de Seropédica, um dos municípios da Baixada Fluminense. Este artigo detalha a operação e suas implicações para o combate ao tráfico de drogas no Brasil.

A Operação

Na última sexta-feira, 31 de maio de 2024, agentes da PF e da PRF abordaram um caminhão na Rodovia Presidente Dutra, durante uma fiscalização rotineira. O veículo, que transportava produtos plásticos, foi encaminhado à Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro. Ao inspecionar a carga, os policiais localizaram a cocaína escondida entre os produtos plásticos.

A droga havia saído de Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, e tinha como destino final a favela da Rocinha, localizada na zona sul do Rio de Janeiro. O motorista, um homem de aproximadamente 40 anos, foi preso em flagrante. Sua identidade não foi divulgada pela PF. Ele será investigado por tráfico interestadual de drogas e encaminhado ao sistema penitenciário do estado, onde ficará à disposição da Justiça Federal.

Outras Apreensões no Rio de Janeiro

Em uma operação paralela, também realizada na sexta-feira, a Polícia Federal prendeu um homem e uma mulher em flagrante enquanto retiravam 40 quilos de maconha de uma transportadora em Bonsucesso, zona norte do Rio de Janeiro. A droga, proveniente de São Paulo, estava disfarçada em uma remessa de produtos plásticos e tinha como destino o Complexo do Alemão.

Essa apreensão de maconha foi relacionada à mesma rede de tráfico responsável pelo transporte da cocaína interceptada na Rodovia Presidente Dutra. A prisão do casal também resultou em acusações de tráfico interestadual de drogas, e ambos foram encaminhados ao sistema penitenciário estadual.

Implicações para o Combate ao Tráfico de Drogas

As apreensões realizadas pela PF e PRF demonstram a eficácia das operações conjuntas e da coordenação entre diferentes forças policiais no combate ao tráfico de drogas. A interceptação de grandes quantidades de cocaína e maconha indica não apenas a presença de rotas bem estabelecidas para o transporte de entorpecentes, mas também a capacidade das forças de segurança em desmantelar essas operações.

O tráfico de drogas continua sendo um desafio significativo para a segurança pública no Brasil, especialmente em grandes centros urbanos como o Rio de Janeiro. A Rocinha e o Complexo do Alemão são conhecidos pontos de distribuição de drogas, e operações como estas são cruciais para reduzir o fluxo de entorpecentes nessas áreas.

Referência

CORRÊA, Douglas. PF e PRF apreendem 73 quilos de cocaína escondida em caminhão na Dutra. Agência Brasil, Rio de Janeiro, 31 maio 2024. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2024-05/pf-e-prf-apreendem-73-quilos-de-cocaina-escondida-em-caminhao-na-dutra. Acesso em: 01 jun. 2024.

Sobre marcelo barros

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

Check Also

A vergonha da inércia e da ignorância na aplicação das leis no Brasil

Por Rodolfo Queiroz Laterza* Ser operador do sistema normativo no Brasil é mais que um …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *