XXIX CICLO DE ESTUDOS ESTRATÉGICOS NA ECEME: DESAFIOS CONTEMPORÂNEOS PARA A DEFESA

Na manhã do dia 28 de maio, teve início o XXIX Ciclo de Estudos Estratégicos na Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME), abordando o tema “Os Desafios do Sistema Internacional Contemporâneo para a Defesa”. O evento contou com a presença de ilustres autoridades, como o General Richard, Chefe do Estado-Maior do Exército (EME), o General Carlos Machado, Chefe do Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEx), e o Sr. Antônio Mariano, Subsecretário de Assuntos Estratégicos da Secretaria Municipal da Casa Civil do Rio de Janeiro.

Mesa de Abertura

A cerimônia de abertura trouxe à tona questões cruciais sobre a defesa no contexto internacional atual. O General Carlos Machado, em seu discurso, destacou os desafios enfrentados pelo sistema de educação militar. Ele enfatizou a necessidade de um equilíbrio entre o desenvolvimento de conhecimentos técnicos e a preservação dos valores militares. Machado ressaltou a importância do estudo da história militar e a necessidade de desenvolver competências como iniciativa, criatividade, capacidade de comunicação e pensamento crítico nas lideranças militares, conforme delineado no Conceito Operativo do Exército Brasileiro (EB) para 2040.

Educação Militar e Desenvolvimento de Competências

Durante sua fala, o General Carlos Machado sublinhou que o sistema de educação militar deve ser adaptado para enfrentar os desafios contemporâneos, integrando conhecimentos técnicos avançados e valores éticos. A iniciativa, criatividade e pensamento crítico são competências essenciais para líderes militares que devem ser cultivadas desde os estágios iniciais da formação. Além disso, Machado destacou a importância da história militar como um componente vital na formação de oficiais capazes de tomar decisões informadas e estratégicas.

Contribuições da Prefeitura do Rio de Janeiro

O Sr. Antônio Mariano, representando a prefeitura do Rio de Janeiro, também discursou, enfatizando a relevância dos fóruns de discussões internacionais, como o G-20, que contará com cerca de 130 eventos, culminando no encontro de líderes em novembro. Mariano destacou as prioridades do governo brasileiro, incluindo o combate à fome, pobreza e desigualdade, além das três dimensões do desenvolvimento sustentável (econômica, social e ambiental). Ele propôs a inclusão da Defesa nas discussões internacionais do fórum, sublinhando a necessidade de reformar a governança global para enfrentar os desafios contemporâneos.

Discurso do Chefe do EME

O General Richard, Chefe do Estado-Maior do Exército, realizou a abertura oficial do evento, abordando o alinhamento das discussões sobre desenvolvimento sustentável e cooperação internacional com a Constituição. Em seu discurso, Richard destacou o papel do Observatório Militar da Praia Vermelha (OMPV) como um instrumento de comunicação estratégica. O OMPV contribui significativamente para a difusão da mentalidade de Defesa no ambiente acadêmico e para o fortalecimento da relação entre o Exército e a sociedade civil.

Rumo ao Futuro: Responsabilidades da ECEME

O General Richard ressaltou a responsabilidade da ECEME em pensar o futuro da Força de maneira equilibrada, ética e apolítica. Ele enfatizou a importância de uma visão estratégica que incorpore os valores constitucionais e promova a cooperação internacional. A ECEME, como instituição de ensino superior militar, deve liderar o desenvolvimento de novas doutrinas e estratégias que respondam aos desafios contemporâneos, garantindo que o Exército Brasileiro esteja preparado para enfrentar as complexidades do cenário global.

Sobre marcelo barros

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

Check Also

O LANÇAMENTO DE SUPRIMENTO AÉREO EM ÁREAS DE CONFLITO OU DESASTRES NATURAIS

Introdução O lançamento de suprimento aéreo é uma técnica militar que consiste em lançar cargas …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *