COMEMORAÇÃO DO DIA DO SERVIÇO DE SAÚDE DO EXÉRCITO PELO GRUSEF: UM TRIBUTO À HISTÓRIA E À DEDICAÇÃO

No dia 28 de maio, o Grupo Sergipano de Estudos da FEB (GRUSEF) celebrou o Dia do Serviço de Saúde do Exército com um evento que reuniu membros do grupo, representantes das forças armadas e forças auxiliares locais. Realizado na clínica do Dr. William Soares, presidente do GRUSEF, o encontro foi uma oportunidade para relembrar a evolução da medicina militar e homenagear os sergipanos que contribuíram para o serviço de saúde da Força Expedicionária Brasileira (FEB).

Abertura do Evento e Palestras

O evento teve início com uma palestra de abertura proferida pelo Dr. William Soares, que gentilmente cedeu o espaço de sua clínica para a realização da cerimônia. Em sua fala, Dr. William destacou a importância de preservar a memória dos serviços prestados pelo pessoal de saúde durante os conflitos armados, especialmente no contexto da Segunda Guerra Mundial.

Evolução da Medicina Militar na Segunda Guerra Mundial

A seguir, o Major Médico André Barreto ministrou uma palestra sobre a evolução da medicina durante a Segunda Guerra Mundial e a participação dos sergipanos no serviço de saúde da FEB. O Major Barreto elucidou como as condições adversas do conflito impulsionaram avanços significativos na área médica, que perduram até os dias de hoje. Ele também mencionou figuras importantes do estado de Sergipe que desempenharam papéis cruciais no serviço de saúde da FEB.

Odontologia e Mistérios da Segunda Guerra

O evento continuou com a apresentação do Sr. André Cabral, que abordou a odontologia e seu papel na resolução de um dos grandes mistérios do conflito: a morte do líder alemão Adolf Hitler. André Cabral explicou como a odontologia forense foi crucial para identificar restos mortais e esclarecer os eventos finais da guerra, oferecendo uma perspectiva única sobre o impacto da odontologia no campo da investigação histórica.

Participações e Homenagens

A palavra foi então aberta para os presentes, e a Enfermeira Dra. Maria Jésia fez uma breve explanação sobre seu trabalho de pesquisa que envolveu contato direto com enfermeiras sergipanas que serviram na FEB. A Dra. Jésia ressaltou a coragem e dedicação dessas profissionais, cujas histórias são frequentemente esquecidas, mas são essenciais para uma compreensão completa do esforço de guerra brasileiro.

Caracterização e Arte em Homenagem

Francisco Leão e Graziele Barreto participaram do evento caracterizados como ex-combatentes, em uma homenagem tocante aos sergipanos e sergipanas que dedicaram suas vidas para salvar outras durante a guerra. Esta encenação visual proporcionou uma conexão tangível com o passado, reforçando a memória coletiva dos sacrifícios feitos por esses heróis.

Um dos momentos mais emocionantes da cerimônia foi a apresentação de uma tela pintada por um artista italiano e oferecida como presente ao General Médico sergipano Álvaro Menezes Paes. A obra de arte simboliza a gratidão e o reconhecimento internacional pelo trabalho dos profissionais de saúde brasileiros durante a Segunda Guerra Mundial.

Encerramento e Agradecimentos

O evento foi encerrado com um coquetel oferecido pelo Dr. William Soares, enquanto a trilha sonora ficou a cargo do Dr. Sérgio Lopes, autor de um livro sobre a Segunda Guerra Mundial e membro do GRUSEF. A música e a convivência proporcionaram um momento de confraternização e reflexão sobre o impacto duradouro do serviço de saúde militar.

Agradecimentos especiais foram direcionados aos autores dos vídeos exibidos durante o evento, que enriqueceram a celebração com suas produções documentais:

  • Durval Lourenço (Memorial da FEB);
  • Daniel Mata Roque (Pátria Filmes); e
  • Vandira Pinheiro (ANVFEB).

Sergipanos no Serviço de Saúde da FEB

Os sergipanos que fizeram parte do Serviço de Saúde da FEB e que foram especialmente lembrados durante o evento incluem:

  • Capitão Médico Álvaro Menezes Paes;
  • Tenente Enfermeira Izabel Novaes;
  • Tenente Enfermeira Lenalda Campos;
  • Tenente Enfermeira Joana Simões; e
  • Soldado Enfermeiro Wilson Bomfim.

Esses profissionais representam a bravura e a dedicação dos muitos brasileiros que contribuíram para o esforço de guerra, prestando serviços essenciais nas condições mais difíceis.

Para mais informações e para acompanhar as atividades do GRUSEF, visite o perfil no Instagram: GRUSEF1942.

Sobre marcelo barros

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

Check Also

CLAUSEWITZ: O PAI DAS CIÊNCIAS MILITARES E SUA CONTRIBUIÇÃO INESTIMÁVEL PARA A TEORIA DA GUERRA

No dia 1º de junho de 1780, em Burg bei Magdeburg, no Reino da Prússia, …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *