FORÇAS ARMADAS COMBATEM GARIMPO ILEGAL EM TERRA YANOMAMI

Manaus (AM) – No contexto da Operação Catrimani II, coordenada pelo Ministério da Defesa, as Forças Armadas intensificaram suas ações de combate ao garimpo ilegal na Terra Indígena Yanomami. A operação, batizada de “KREA” (que significa “quebrar” no dialeto wakathautheri), ocorreu em estreita colaboração com a Casa de Governo em Roraima e contou com a participação de militares do 7º Batalhão de Infantaria de Selva, agentes da Força Nacional e do IBAMA.

Destruição de Acampamentos Ilegais

Os alvos da ação estavam situados na região de Uraricoera, onde foram identificados e destruídos dois acampamentos de garimpo ilegal, uma embarcação, um motor e um gerador. Além disso, foram encontrados mais de 80 sacos de cassiterita. Essa ofensiva visa desarticular as estruturas logísticas que sustentam a atividade de mineração ilegal, causando significativos impactos ambientais e sociais na região.

Resgate e Evacuação Aeromédica

Durante a operação, a equipe foi acionada para resgatar um homem com suspeita de leishmaniose visceral, uma doença grave transmitida pela picada do mosquito-palha. A evacuação do paciente ocorreu na região de Palimiú, destacando a precariedade da infraestrutura médica local. Foi necessária uma evacuação aeromédica utilizando o método “casualty evacuation”, que permite o transporte inicial do enfermo até um ponto de atendimento médico, mesmo sem equipe médica a bordo.

Declarações Oficiais

O Chefe do Estado-Maior da Operação, Brigadeiro do Ar Steven Meier, ressaltou a importância da colaboração entre as Forças Armadas, Força Nacional e IBAMA para alcançar os objetivos da Operação Catrimani II. “A missão KREA foi crucial para interromper o fluxo logístico do garimpo e desmantelar a infraestrutura ilegal,” afirmou. Ele também enfatizou a preparação da equipe para enfrentar diversas situações adversas. “A evacuação aeromédica durante uma operação repressiva demonstra a versatilidade, interoperabilidade e pronta-resposta dos meios empregados na Operação Catrimani II.”

Comando Conjunto Catrimani II

A Operação Catrimani II é uma iniciativa conjunta, coordenada entre órgãos de Segurança Pública, Agências e Forças Armadas, visando o emprego temporário e episódico de recursos na Terra Indígena Yanomami, conforme portaria do Ministério da Defesa.

Sobre marcelo barros

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

Check Also

MINISTRA DA SAÚDE E GENERAL ACOMPANHAM ENTREGA DE DONATIVOS EM OPERAÇÃO HUMANITÁRIA

A Ministra da Saúde, Nísia Trindade Lima, acompanhada pelo General Marcio Cossich Trindade, comandante da …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *